Primeiras impressões do BBQ Brasil

Uau! Estou no BBQ Brasil. Chegar em São Roque, me deparar com toda aquela estrutura e finalmente conhecer minha estação de trabalho. Confira agora as minhas primeiras impressões de estar no BBQ Brasil.

Eu não imaginava que o lugar seria lindo, nem imaginava que encontraria ali pessoas tão sensacionais. Não imaginava que em poucos segundos me sentiria em casa, nem que teria muito medo de pensar que em algum momento eu poderia deixar aquele lugar. Eu não imaginava nada, nem que um dia eu estaria ali. Fazer tudo com muito amor e respeito é o lema da minha vida, e poder transformar um hobby, uma paixão em um imenso desafio é incrível e assustador. Eu estava ali, no BBQ Brasil, sabe?! Que eu acompanhei dia por dia da primeira temporada do SBT, eu chorei quando a Aline e o Panhoca foram embora, eu vibrei em cada prova que o Sander levou, e quando a Isa ganhou. E era minha vez de viver aquilo, como se aquele nosso sonho de criança de entrar na TV se tornasse realidade.

Pois bem, engole o choro, finge costuma e vamos trabalhar. Passado o deslumbramento, a coisa fica um pouco tensa na hora de conhecer os tão temidos jurados, e pronto: duas de suas maiores referências da vida estão ali, para provar meu churrasco e me ensinar um pouquinho por dia (tomara que eu consiga ficar muitos dias aprendendo com eles), e que honra poder serví-los. Isso só aumenta a pressão e responsabilidade.

E então somos 6 mulheres! É claro que o Brasil vai olhar pra toda a nossa feminice e dizer que não somos de nada. É muito fácil olhar nosso batom e achar que vamos ter nojinho de tocar na carne ou no carvão, e nós estamos ali pra mostrar que o Brasil está errado! Nós fomos selecionadas depois de um árduo processo com várias provas e etapas, dos mais 5 mil inscritos ficamos nós. {É só pressão que acumula, mas e daí? Nós somos a geração de mulheres que podem ser o que quiserem, vem com a gente.}

 

A prova criativa

Já digo de cara que minha fraqueza está nos acompanhamentos. Primeiro porque eu não gosta de gourmetização no churrasco. Sou do interior paulista e sou discípula de Francis Mallmann, gosto dos alimentos na grelha, no fogo, na brasa, chamuscados, sem panela! Nunca vi risoto nos churrasco que frequento (e são vários). Então prepare-se para muita simplicidade porque o reality é de churrasco e eu vim aqui mostrar que sei fazer os melhores churrascos do Brasil.

Todos avisados? Escolhi a Maminha, uma carne muito saborosa e que está presente na maioria das casas brasileiras, especialmente as nossas aqui no Faroeste Paulista, acompanhada de um pimentão com ovo feito totalmente na grelha, receita do meu amigo Tenente que me surpreendeu no sabor. Simples? Muito! Poderia ter ficado mais bonito esse prato, mas eu ainda não sei muito bem lidar com esse tempo, especialmente com o tempo de mercado (que mais me apavora).

Eu adoro ir ao mercado, ainda mais quando o Extra monta um completinho com tudo de melhor e mais fresco pra gente. Eu só não contava que teria tão pouco tempo para me encontrar dentro dele, bem vindo ao jogo. O mercado promete ser minha maior dificuldade na competição, começando pelo fato de que minha memória é bem limitada com detalhes como receitas e ingredientes, então eu criei nesse primeiro episódio, a estratégia de número de itens: imagino a receita, calculo quantos itens são necessários (desde que caibam nos dedos das minhas mãos – no máximo 10), e vou pro mercado sabendo que preciso pegar, pelo menos, 6 itens. Boa sorte!

Depois dessa parte é a hora da alegria! Churrasco é festa, estou no BBQ Brasil porque eu amo esse momento de conexão com a carne e com as pessoas. Me divirto cozinhando, espero que vocês se divirtam assistindo também… {Rola tanta palhaçada que as câmeras não mostram, haha.}

Prato pronto, mãos pra cima e eis a hora da verdade: servir meus ídolos com o meu churrasco! Espero que eles gostem, eu sempre vou levar o prato tremendo tanto que dá até medo de derrubar. E eles gostam! Ficaram surpresos e se torna a razão da minha vida surpreendê-los a cada dia, até a final.

 

Prova em grupo

Eu esperei tanto esse momento e caí em um baita time! A equipe vermelha tá cheia de feras, e já que os homens foram mandados para a churrasqueira, mulheres para os acompanhamentos e eu não tenho tanta habilidade com a faca, vou tentar a fazer a diferença para o meu time no momento de servir os convidados. E não é que deu certo? Apesar da disputa mais que apertada para definir o ganhador da prova, os convidados do Corpo de Bombeiros de Vila Maria sentiram o carinho com que preparamos tudo e com que os servimos, e me salvaram.

Foi uma pena não salvarem o grupo toda, meus colegas mereciam muito estarem lá do outro lado conosco. Mas, essa é a parte difícil do jogo, dói muito saber que todo dia alguém vai embora, e dessa vez foi a Lari, minha primeira amiga no BBQ.

 

Bem vindos ao BBQ Brasil! Uauuuuuu, eu estou no BBQ Brasil! <3

 

Looks Alphoria por MKT Mix, acessórios Sabrina Jóias e chapéu Gizela Ortega.

Fotos por Gabriel Gabe @ggabe